07:30 - 18:00

Segunda – Sexta

(11) 2983-3530

Ligue Agora!

Endodontia

Tratamentos

Tratamento de canal de raiz é um procedimento, muitas vezes simples, para aliviar a dor dentária e salvar os dentes. Os pacientes normalmente precisam de um canal de raiz quando há inflamação ou infecção nas raízes de um dente. Durante o tratamento do canal da raiz, um endodontista especializado em tal tratamento remove cuidadosamente a polpa dentro do dente, limpa, desinfecta e molda os canais da raiz, e coloca um recheio para selar o espaço.

O tratamento de canal, geralmente, assusta, isso porque parece ser um procedimento dolorido, mas, na verdade, esse procedimento só vai contribuir para aliviar a dor que um dente inflamado causa. Todos os dias, muitos dentes são tratados com esse procedimento e os endodontistas conseguem salvá-lo, sem precisar arrancar.  Os dentes possuem a chamada polpa, ou seja, uma camada formada por vasos sanguíneos, nervos e tecidos conjuntivos, os quais contribuem para o crescimento da raiz. O tratamento de canal é um preenchimento que vai ajudar a recuperar o dente infectado e trazer a saúde dentária novamente, aliviando as dores, melhorando a mastigação, além de deixar o dente com o aspecto natural. 

O que é Endodontia

Endodontistas são dentistas especialistas em dor de dentes, doenças, inflamações e  infecções. Eles têm treinamento especializado que os ajuda a diagnosticar e tratar dor de dente e realizar canais de raiz, um procedimento especial projetado para salvar um dente infectado ou deteriorado.

O que faz um Endodontista?

Endodontistas tratam problemas envolvendo o interior do dente, uma área conhecida como polpa de dente. Essa região tem vasos sanguíneos, nervos e tecido conjuntivo. Pode ficar inflamada ou infectada por causa da cárie dentária profunda, por uma lesão traumática em um dente ou por repetidos procedimentos dentários. Quando isso acontece, um endodontista é o especialista que precisa ser consultado para resolver o problema.

O procedimento mais comum que os endodontistas realizam é um canal de raiz, um procedimento no qual eles removem o nervo do dente e polpa de dente que se tornou danificado ou infectado. Se ficar sozinha, a polpa ficará inflamada e dolorida e, em última hipótese, o dente morrerá.

Dentistas também são capazes de realizar canais de raiz, mas um endodontista tem muito mais experiência para fazer tal procedimento.

O seu dentista geral pode encaminhá-lo para um endodontista por algumas razões comuns que veremos a seguir.

Dor de dentes e sensibilidade ao calor e frio

Infecção

As bactérias podem entrar na polpa de um dente através de pequenas aberturas criadas pela cárie dentária ou por alguma lesão. A inflamação ou infecção bacteriana da polpa é a razão mais comum que as pessoas procuram um endodontista.

Lesão Dentária

Se seu dente for deslocado de sua base ou totalmente afetado, um endodontista pode colocar o dente de volta em sua base e estabilizá-lo, e, em seguida, muitas vezes realizar um canal de raiz sobre ele. Se seu dente estiver  lascado ou fraturado, você pode precisar de um canal de raiz se uma grande parte de um dente está faltando, expondo a polpa a bactérias.

O que esperar de um endodontista

Se você for a um endodontista, é muito provável que você terá que fazer um canal raiz. Dessa forma, você já estará preparado para o que pode acontecer durante a consulta.

Antes do início do canal de raiz, você terá que tomar uma anestesia local, ou seja, um medicamento para anestesiar essa parte de sua boca para que você não sinta nenhuma dor durante o procedimento.

Uma barragem dentária será colocada em volta do dente. O endodontista abrirá a coroa, parte superior do dente e removerá a polpa. Eles então vão limpar, remodelar e ampliar o canal da raiz, caminho da polpa para o seu maxilar, usando pequenos arcos. Eles também podem aplicar medicamentos na área para controlar uma infecção.

O endodontista enche o canal da raiz com uma substância de borracha que atua como um curativo. Normalmente, enchem o dente com uma coroa temporária ou enchimento. Após o procedimento, você normalmente vai sentir uma dor leve, mas os analgésicos irão te ajudar.

Em seguida, você terá que voltar para o endodontista em uma data posterior para que eles removam a coroa temporária ou enchimento e encaixe uma permanente.

Qual a diferença entre um endodontista e um dentista

Enquanto todos os endodontistas são dentistas, menos de 3% (três por cento) dos dentistas são endodontistas. Bem como um médico em qualquer outra área, os endodontistas são especialistas porque fizeram alguns anos a mais de formação, além da faculdade de odontologia.

Esse  treinamento complementar os tornam capazes de diagnosticar a dor dentária e tratamento do canal radicular e outros procedimentos relacionados ao interior do dente. Em muitos casos, um dente doente e infeccionado pode ser salvo com tratamento endodôntico. Por esta razão, os endodontistas são conhecidos como especialistas em salvar dentes.

O que é tratamento de Canal

O tratamento de canal consiste em remover a parte inflamada e eliminar as bactérias que causaram a infecção, prevenindo uma nova infecção e permitindo salvar o dente. Quando um dente precisa ser submetido a um procedimento de  canal de raiz a polpa inflamada é retirada para que o interior do dente passe por um procedimento de limpeza e depois essa parte é preenchida e fechada.

Um canal de raiz é um tratamento usado para reparar e salvar um dente que está inflamado ou infectado. O nervo e a polpa de um dente podem ficar inflamados e infectados em decorrência de uma cárie profunda, ou por repetidos procedimentos dentários em um dente, ou pode vários enchimentos, por uma rachadura e, também, pode acontecer por causa de um trauma ou lesão grave do rosto.

Durante um procedimento de canal de raiz, o nervo e a polpa do dente são removidos e o interior é limpo e selado. Sem tratamento, o tecido em torno do dente ficará infectado e um abscesso pode se formar.

O nervo de um dente não é de suma importância para a saúde e função de um dente depois que ele já está desenvolvido. Sua única função é sensorial, isto é, dar a sensação de calor ou frio, por isso, a ausência de um nervo não afetará a forma como o teu dente funciona.

Por que a polpa de dente precisa ser removida?

Quando o tecido nervoso de um dente ou polpa é danificado, ele se quebra e racha e as bactérias começam a se multiplicar dentro da polpa. A bactéria e outros restos do dente deteriorados podem causar uma infecção ou um dente abscesso. Um abcesso é uma bolsa cheia de pus que forma no final das raízes do dente. Um abscesso acontece quando a infecção se espalha por todo o caminho para além das extremidades das raízes do dente.

Uma infecção no canal da raiz de um dente também pode causar:

  • Inchaço que pode se espalhar para outras áreas da face, ouvido, pescoço ou cabeça;
  • Perda óssea em volta da extremidade da raiz;
  • Problemas de drenagem que se estendem para fora da raiz. Um buraco pode ocorrer do lado do dente com drenagem para as gengivas ou através da bochecha com drenagem para a pele.

Quais são os sinais de que um canal de raiz é necessário?

Quando um dente estiver precisando de um canal de raiz, pode notar que aparecem os estes sinais:

  • Sensibilidade dentária que persiste, especialmente ao calor ou frio
  • Dor aguda ao mastigar ou morder
  • Borbulhas nas gengivas
  • Dentes lascados ou rachados
  • Gengivas inchadas, doloridas e sensíveis
  • Gengivas em decomposição profunda ou escurecidas

Como é feito canal no dente?

O procedimento do canal de raiz é feito por um dentista ou por um endodontista, sendo esse último  um dentista especializado nas causas, diagnósticos, prevenção e tratamento de doenças e lesões da polpa dentária ou do nervo do dente. Se o seu canal for mais difícil e complicado, o seu dentista geral pode sugerir que consulte um endodontista especialista nesse assunto.

O procedimento seguirá as seguintes etapas:

Primeiramente o dentista ou endodontista terá que fazer um raio-x do seu dente para analisar como se encontra os canais da raiz e para verificar se possui algum indício de infecção ou inflamação. Antes de começar o procedimento, será necessário uma anestesia local na área afetada para que o paciente não sinta dor. Para manter a área seca e livre de saliva durante o tratamento de canal, o dentista irá colocar uma barragem de borracha, isto é, uma folha de borracha, em torno do dente para ajudar em todo o processo.

Depois, o próximo passo é perfurar um acesso ao dente, para que a polpa, as bactérias e o tecido nervoso deteriorado sejam removidos do dente. A área é limpa usando uma série de arquivos de canal de raiz. Eles são colocados no buraco de acesso e trabalham ao longo de todo o comprimento do dente para raspar e esfregar os lados dos canais de raiz. Água  ou hipoclorito de sódio serão usados para  pulverizar a área tratada para lavar os detritos e resíduos restantes.

Em seguida, o próximo passo é limpar e desinfectar o dente para que o mesmo seja selado

Alguns profissionais desta área preferem  esperar uma semana antes de selar o dente, esperando que o medicamento usado para limpá-lo faça efeito. Por outro lado, alguns optam por selar o dente no mesmo dia de todo o procedimento de limpeza e desinfecção. Caso todo o procedimento não seja feito no mesmo dia, será colocado um enchimento temporário na parte aberta do dente, para evitar que a saliva e  restos de comida se prendam lá.

Na próxima consulta, para preencher o interior do dente, o endodontista usará uma pasta seladora e um composto de borracha chamado guta percha que serão colocados no canal de raiz. Um enchimento definitivo será colocado para fechar o buraco de acesso criado no início do tratamento.

O último passo pode envolver uma maior restauração do dente. Um dente que precisa de um canal de raiz, muitas vezes, é aquele que tem um grande enchimento ou uma cárie extensa ou outro motivo. Por causa disso, seu dente pode precisar de uma coroa, uma coroa e postagem ou outra restauração para protegê-lo, impedi-lo de quebrar e restaurá-lo à sua plena função.

Como é a recuperação do Tratamento de Canal

A recuperação do canal radicular se dará depois de todo o tratamento, nesse momento é normal que  sua boca fique dormente por algumas horas por conta da anestesia A maioria das pessoas pode voltar  normalmente ao trabalho e demais atividades. É melhor esperar até a dormência desaparecer antes de comer ou beber.

É normal que, nos dias que se seguem o procedimento de canal de raiz, os dentes fiquem sensíveis por conta da inflamação ou infecção que o acometeu, mas vários medicamentos analgésicos e antiinflamatórios poderão ajudar a aliviar a dor.

Até que seu procedimento de canal de raiz esteja completamente finalizado, com um enchimento permanente no lugar ou coroa, tente evitar mastigar com o dente afetado, pois isso ajudará a manter a área limpa e pode impedir que um dente frágil  possa partir ou rachar antes que possa ser totalmente restaurado. Cuidados básicos como escovar, usar fio dental e usar um enxaguante bucal antisséptico podem ajudar no tratamento.

Duração do canal de raiz

O tratamento do canal de raiz é muito bem sucedido, sendo que esse procedimento tem mais de 95% de taxa de êxito. E, muitos dentes fixos com um canal de raiz podem durar o resto da vida se tiver os cuidados básicos.

Complicações Do Canal Radicular

Novas infecções podem ocorrer após um canal de raiz, entre as razões prováveis para tal estão um número de vezes maior que o normal desse tratamento, o que pode consequentemente deixar um deles sem a devida limpeza. Quando há um problema com a restauração do dente, pode acontecer que as bactérias consigam adentrar o dente, da mesma forma pode ocorrer quando há ruptura do material de selagem interna ao longo do tempo, permitindo que as bactérias entrem no interior do dente o e infecte.

Às vezes, um novo tratamento pode resolver o problema, mas em outras vezes você pode precisar de cirurgia para salvar o dente. O procedimento mais comum é uma apicectomia, ou ressecção da raiz, que vai aliviar a inflamação ou infecção na área óssea ao redor do final do dente. Neste procedimento, o tecido da gengiva é aberto e o tecido infectado é removido, e, às vezes, a própria extremidade da raiz é removida e um pequeno enchimento pode ser colocado para selar o canal da raiz.

Alguns mitos sobre o tratamento de canal

Pensar sobre o procedimento de um canal de raiz pode fazer com que  você fique com medo e desconfortável se você não estiver familiarizado com o procedimento. Existem muitas informações erradas de que os tratamentos endodônticos, tais como os canais de raiz, causam dor ou doença e devem ser evitados a todo custo. Mas não é verdade, pois quanto mais você adiar o tratamento, mais você diminui a chance de salvar o seu dente.

Acabe com essa preocupação após ler sobre os seguintes mitos, acompanhe!

Mito 1: o tratamento do canal radicular é doloroso.

Há muito tempo atrás isso pode ter sido verdade, mas com a tecnologia moderna e com os anestésicos você não vai sentir mais dor do que ter uma cavidade preenchida. A dor de um dente inflamado por ser muito grande e, muitas vezes,  é causada por tecidos danificados no dente, mas que podem ser facilmente remediadas quando um endodontista remove o tecido danificado através do tratamento de canal da raiz. Além disso, os endodontistas são especialistas no que se referem a dor, e a maioria dos casos podem ser tratados de forma rápida e confortável.

Mito 2: o tratamento do canal radicular pode causar doenças.

Informações que você pode encontrar na internet ou em outro lugar, alegando que se você receber um tratamento de canal de raiz você é mais provável de ficar doente ou contrair uma doença no futuro não é verdade. Esta falsa afirmação baseou-se numa investigação  mal concebida e conduzida há quase um século, muito antes da medicina moderna compreender as causas de muitas doenças. Não existem provas científicas válidas que liguem o tratamento do canal radicular à doença em outro local do organismo.

Mito 3: é melhor arrancar um dente do que ter tratamento de canal de raiz.

Salvar seus dentes naturais, se possível, é sempre a melhor opção. Nada artificial pode substituir o aspecto e a função de um dente natural, por isso é importante considerar sempre o tratamento de canal de raiz como a melhor opção. O tratamento endodôntico tem uma alta taxa de sucesso e muitos dentes tratados com o canal da raiz duram uma vida inteira. Substituir um dente extraído por uma ponte ou implante requer mais tempo no tratamento e pode resultar em procedimentos adicionais para os outros dentes e tecido de apoio.

O tratamento de canal dói?

É importante notar que, em geral, o tratamento do canal radicular não é prejudicial, especialmente após o desenvolvimento da tecnologia odontológica. Quando o procedimento é realizado por profissionais experientes, o procedimento geralmente ocorre sem problemas, Além disso uma série de materiais são utilizados para prevenir eventuais problemas e fornece grande proteção para evitar a  possibilidade de ser contaminado por saliva durante o tratamento.

O que comer após um tratamento de Canal

O cuidado após o tratamento de canal é muito importante para a saúde bucal do paciente, especialmente para prevenir outros problemas, como infecções na área. Para ajudar nesta tarefa, é importante estar atento à alimentação, sendo necessário suspender temporariamente alguns alimentos conforme recomendação do dentista. Após o tratamento de canal, desde que o dente não seja reparado ou seja feita uma coroa, ou seja, uma prótese fixa, o paciente deve evitar alguns tratamentos e alimentos duros. Dessa forma, quando os dentes estiverem totalmente restaurados, o paciente pode retomar a dieta normal sem restrições.

Inchaço após tratamento de canal, é normal?

Sim, haverá, em alguns casos, algum inchaço, mas não se preocupe, é normal. Caso perceba alguma alteração, dor fora do normal, siga as orientações e medicamentos repassados ​​pelo endodontista.

Tratamento de canal pode ser feito em dente de leite?

Para crianças com cáries profunda, isto é, quando a doença atinge a polpa do dente ou que danificaram a estrutura dos dentes devido a impactos ou quedas, recomenda-se o uso de tubos decíduos. Dor, escurecimento dos dentes e sensibilidade indicam a necessidade de consultar o odontopediatra, que é um dentista especializado no atendimento de crianças e adolescentes.

Quando os tubos dos dentes decíduos são necessários?

Para crianças com cáries profunda, ou seja, quando a doença atinge a polpa do dente ou que danificaram a estrutura dos dentes devido a impactos ou quedas, recomenda-se o uso de tubos decíduos. Dor, escurecimento dos dentes e sensibilidade indicam a necessidade de consultar o odontopediatra, que é dentista especializado em crianças e adolescentes.

Não é melhor extrair um dente?

Muitos pais acreditam que, por ser um dente de leite, não há necessidade de um canal. No entanto, a extração dentária deve ser a última opção, e a extração só é recomendada quando se deseja localizar dentes permanentes, caso contrário, a extração dentária pode prejudicar o desenvolvimento da fala e da mastigação, o que exigirá tratamentos mais longos e invasivos.

Como tratar?

O tratamento dos tubos decíduos é muito semelhante ao tratamento dos dentes permanentes. Trata-se de abrir a coroa do dente para acessar a área inflamada, removendo a polpa e limpando o seu interior para remover resíduos e bactérias. Em seguida, será aplicada uma pasta cremosa para selar o canal e evitar a penetração e, por fim, será feita a restauração da coroa.

Não há duração exata do tratamento, porque depende de cada caso e para cada situação, são utilizados materiais diferentes, para que o processo não interfira no processo natural de troca dos dentes.

Mulheres grávidas podem fazer tratamento de canal?

Em primeiro lugar, os profissionais precisam tratar as pacientes grávidas como pacientes normais que precisam de cuidados especiais. Isso porque, o estresse causado pela dor de dente pode afetar a qualidade de vida do bebê, o que foi comprovado por neonatologistas.

Quanto à cirurgia de canal radicular, após analisar a condição, o dentista selecionará o anestésico mais adequado, usará um protetor de chumbo para a radiografia e prescreverá os medicamentos apropriados, se necessário. Nesse momento, o mais importante é aliviar a dor da paciente por meio de um método seguro e sem prejudicar a gravidez.

Nesse caso, o que pode dar errado?

Em termos de técnica, dosagem, citotoxicidade e problemas fetais, o problema geralmente está relacionado à anestesia. Porém, esse não é o único problema, pois os dentistas dizem que os profissionais devem ser cautelosos na prescrição de medicamentos que podem ser usados ​​no pós-operatório. Nesse caso, é importante ter um histórico médico que possa mostrar todos os sintomas do paciente e, também, deve ser feito bem para evitar alergias a medicamentos.

Qual é a indicação para mulheres grávidas?

O pré-natal odontológico é muito importante, pois qualquer tratamento necessário durante a gravidez pode ser organizado no momento ideal. No entanto, se uma consulta urgente for necessária sem marcação, as mulheres grávidas podem ter a certeza de que este serviço é altamente viável e seguro. Para tratamentos endodônticos, como tratamentos de canal, os medicamentos são recomendados apenas quando necessário.

Além disso, é importante que o paciente siga corretamente a medicação prescrita pelo profissional para melhor controle do tratamento. Quando um paciente precisa ir ao dentista, o dentista irá aconselhá-lo, por qualquer motivo, é importante sempre dizer ao seu dentista que você está grávida. Além disso, idealmente, o paciente deve entender que a doença pode ser superada sem tratamento.

Qual é o nome técnico do canal radicular?

A endodontia é um ramo da odontologia que envolve lesões e doenças da polpa, do nervo e raízes do dente. Normalmente, o tratamento endodôntico também é chamado de tratamento de canal radicular.

Quanto tempo pode durar o canal radicular?

Com o avanço da tecnologia odontológica, para os dentistas, principalmente para os pacientes, a tecnologia de tratamento tornou-se cada vez mais simples. Por exemplo, vários dentes do siso podem ser extraídos no mesmo dia ou os implantes podem ser implantados imediatamente em 72 horas. A cirurgia do canal segue o mesmo sentido. Porém, a duração do tratamento endodôntico é variável, ou seja, vai depender de cada situação.

De acordo com especialistas, é possível realizar esse processo de várias maneiras. Alguns endodônticos optam por dividir o tratamento em múltiplos tratamentos, enquanto outros seguem o princípio do tratamento único, ou seja, apenas um dia de todos os tratamentos. Existem também profissionais que definem o melhor método após o paciente ter feito o diagnóstico e depois de ser verificada a condição do paciente. 

O que fazer se houver um problema com o tratamento do canal radicular?

No tratamento do canal radicular de um dente, é necessário remover a polpa, que deve ser removida assim que estiver danificada, infectada ou morta. No entanto, esse método nem sempre é eficaz devido a complicações ou erros do dentista. A cirurgia endodôntica pode ser necessária nessas hipóteses.

Existem quatro razões principais para o fracasso do tratamento de canal radicular: profissionais mal treinados, anatomia complexa, bactérias super resistentes e fraturas radiculares.

A cirurgia de retirada da ponta da raiz, que geralmente tem cerca de 3 a 4 mm no final, é onde ocorre o maior problema e a estrutura anatômica é mais complicada. Esse tipo de cirurgia só deve ser especificada quando todas as possibilidades do tratamento convencional estiverem esgotadas.

Qual é o melhor tratamento para dor de dente?

O conselho do dentista é evitar medicamentos, pois o  uso de substâncias insuficientes ou incorretas é mais prejudicial à saúde do que a própria dor de dente. Se não forem combinados adequadamente com antibióticos, o uso de antiinflamatórios pode piorar a infecção.

Se não for possível ir ao dentista imediatamente, a primeira medida recomendada é enxaguar a boca com água morna e sal, pois a infecção dentária é uma das causas mais comuns. O sal desempenha um papel na eliminação de infecções, além de acalmar os tecidos inflamados, a água quente também ajuda a drenar o fluido infectado.

Chupar cubos de gelo ou comprimir sorvete nas bochechas também pode aliviar a dor de dente. O gelo reduz o fluxo sanguíneo na área e ajuda a esvaziar. Se a dor for causada por retração que expõe a raiz, você pode cobrir a área exposta até ir até o dentista. Isso evita que fatores externos, como frio e calor, entrem nos dentes e intensifiquem a dor.

Fiz um canal e meus dentes estão muito sensíveis, isso é normal?

É sempre importante ressaltar que dentes sensíveis após o tratamento do canal radicular são comuns porque o procedimento é altamente invasivo, já que se trata de uma abertura no dente.

A estrutura que o move é o nervo facial e a polpa do dente doente e afetado é removida e rapidamente obturada. Depois, há o selamento dos dentes. Portanto, os dentes e as estruturas faciais podem sofrer muito. Os dentes sensíveis geralmente aparecem atrás do canal radicular. Porém, engana-se quem pensa que é menos doloroso não receber tratamento. Deixar de fazer o canal quando necessário pode causar dor persistente e outros danos dentais. Portanto, o que é pior do que dentes sensíveis após o tratamento do canal radicular é que eles não podem ser tratados no momento certo. Além de que salvar o dente natural é muito melhor do que qualquer alternativa artificial.

Vamos conversar

Agende sua primeira visita

Abrir Whatsapp
1
Precisando de ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar?